Blog posts

O Evangelho deve ser primeiro para mim!

O Evangelho deve ser primeiro para mim!

Palavras que edificam, Worte die aufbauen

No livro de Filipenses 1:5: „Pela vossa cooperação no evangelho, desde o primeiro dia até agora”. Para compreendermos esse versículo de forma mais ampla, precisamos conhecer a natureza do evangelho, que é revelada em Romanos 1:16: “ Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego”. Esse versículo nos revela que devemos crer no poder do evangelho, ou seja, crer que a Palavra de Deus é capaz de operar em nós e nos salvar. Isso nos leva a considerar a cooperação do evangelho mencionada em Filipenses de forma mais ampla do que estritamente pregar o evangelho àqueles que necessitam de salvação. É certo que esse é o mandamento do Senhor e devemos cumpri-lo sem negligência. Contudo, sob a luz de Romanos, a cooperação no evangelho deve ocorrer inicialmente em nós, ou seja, devemos primeiramente cooperar com o resultado que o evangelho irá produzir em nós para depois cooperar com o efeito dele em outros. Caso contrário, corremos o sério risco de desejarmos que o evangelho mude a vida de outros sem sequer considerarmos se está produzindo algum efeito em nós. Se cooperarmos para que a Palavra de Deus opere poderosamente em nós, nosso viver será uma cooperação viva com o evangelho, pois, onde estivermos, levaremos uma palavra cheia de poder produzido pela experiência que tivemos com ela. Uma vez que essa palavra tenha operado em nós, poderá, então, a partir de nós, operar em outros.

Em 2 Timóteo 1:5 lemos algo que ilustra essa aplicação da cooperação com o evangelho: “Pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua avó Loide e em sua mãe Eunice, e estou certo de que também, em ti”. Primeiramente, Loide, a avó de Timóteo, possuía uma fé sem fingimento. Isso significa que ela tinha um viver segundo a Palavra de Deus em todos os lugares em que estivesse. Em termos atuais podemos dizer que seja em casa, no convívio com os irmãos em Cristo ou no trabalho secular em meio aos incrédulos, ela era a mesma pessoa. Visto que ela possuía tal fé, pôde transmitir à sua filha, Eunice, a mãe de Timóteo. Por fim, ambas transmitiram a mesma fé sem fingimento ao menino, que mais tarde se tornaria cooperador do apóstolo Paulo. Esse é um exemplo vivo de que a cooperação no evangelho começa primeiramente em nosso próprio ser.

Portanto algo de extrema importância é que a primeira aplicação d Palavra de Deus deve ser em nosso próprio ser. Não devemos ler a Bíblia para identificar e apontar erros em outros, mas para que Deus fale pessoalmente conosco e ilumine as nossas falhas. Se essa for nossa realidade, no momento em que levarmos a Palavra a outros, ela também operará neles, Trata-se de um princípio fundamental e que precisamos observar sempre que formos às Escrituras.

Leave a Comment