Testemunho

“Se três anos atrás me dissessem que hoje eu estaria estudando e servindo ao Senhor na Europa eu não acreditaria, na verdade, se o próprio Senhor me tivesse dito isso ainda assim eu relutaria em acreditar. Eu tinha os meus sonhos e projetos, e estar na Europa para estudar não era um deles. Sempre tive a ideia de que viajar para o exterior para estudos era algo muito aquém de mim, mas os planos de Deus são maiores que os meus, e de forma surreal dentro de pouco tempo Ele me mostrou toda sua sabedoria e tudo que havia arquitetado para mim; algo grande e inimaginável! Sempre almejei duas coisas: fazer o curso dos meus sonhos e CEAPE no exterior, o que eu não podia imaginar é que faria os dois ao mesmo tempo. Por meio do PREE Reino o Senhor me fez perceber o quanto Ele é um Pai cuidadoso. Não é fácil ser jovem e estar inserido no ambiente universitário. Mas me sinto agraciada por poder estar sendo guarda mediante intenso serviço e comunhão com os irmãos e o Deus. O Senhor nos tem aperfeiçoado por completo; o nosso caráter, a nossa humanidade, convivência, vida acadêmica e nosso espírito. A verdade é que: Os planos do Senhor são sempre melhores.”

Victoria Oliveira.

Em 2017, enquanto servia no Bookafe de Dublin, na Irlanda, um dos irmãos responsáveis, sabendo que eu tinha o desejo de ingressar em uma universidade, contou-me sobre um projeto, que à época estava sendo criado, chamado PREE Reino, no qual jovens iriam unir-se e dedicar a parte do seu tempo em que não estivessem estudando pra viver intensamente a vida normal da igreja, e me juntar a esse projeto que estava sendo idealizado seria a oportunidade de estudar em uma ótima universidade e servir ao Senhor na Europa, apressando sua vinda. Na época, eu não me interessei muito pois meu coração estava cheio de outros planos. Dois meses depois, na estância, o irmão que viria a ser o coordenador do projeto perguntou como andava o meu interesse por esse encargo. Eu, sinceramente, o adverti que aplicaria para a universidade, mas que não era o desejo do meu coração. Então ele me disse “Aplique e deixe o Senhor fazer. Se não for para você ir, o Senhor permitirá que você fique logo após o último lugar, mas, se for pra você ir, você ficará em primeiro lugar.”, e aquilo ficou guardado no meu coração, embora parecesse uma grande loucura. Dois meses depois, o resultado da minha candidatura chegou, e eu havia sido classificado como primeiro lugar entre os candidatos para o meu curso. Naquele momento, eu pude me ajoelhar diante do Senhor e simplesmente agradecer por tão claramente mostrar qual era Sua vontade para mim. Passados quase dois anos dessa experiência, e quase dois anos morando, estudando e servindo ao Senhor em Portugal, muitas coisas aconteceram, passei por grandes dificuldades, tribulações e erros. Mas, algo o Senhor conservou no meu coração e sempre foi fiel em relembrar claramente: eu estou no lugar definido por Deus para mim. E isso fez toda a diferença! Deus tem sido fiel em seu cuidado para comigo no lugar que Ele escolheu para mim. Dessa forma, encorajo a todos os jovens que tenham sentimento de participar do PREE Reino a colocarem isso em oração diante do Senhor. E, se a resposta de Deus for positiva, não renunciem à escolha de Deus por nada!

Luiz Eduardo Martins.

 

O PREE Reino me possibilitou servir ao Senhor de forma mais intensa, buscá-lo com mais vigor e ainda ter um suporte espiritual, emocional e físico para todas as dificuldades que passamos tão longe de casa. A cada dia testifico que esse é um projeto arquitetado pelo próprio Deus para levantar seu povo na Europa.

Tulio Soares.

 

Cheguei em Portugal para estudar em outubro de 2018 e fui para uma cidade chamada Felgueiras situada a aproximadamente 50 km de Porto. Imediatamente eu adorei o lugar e me senti mais feliz por estar ali. Durante a semana eu estudo em Felgueiras (onde não há igreja ou irmãos) e as Sextas-feiras eu viajo para Porto para servir no projeto e na igreja. Na minha primeira semana, eu conheci os outros integrantes do projeto e os demais irmãos da igreja. Eu me vi em meio a pessoas desconhecidas, o que me deixou extremamente desconfortável, mas ao mesmo tempo eu me sentia bem por estar entre irmãos. Com o tempo me acostumei com alguns, com outros nem tanto, passei a servir na igreja junto com os irmãos e a participar das atividades do projeto. Hoje vejo que desenvolvi uma dependência e busca muito maior e mais intensa por Deus e sua palavra. Era isso ou esfriar espiritualmente dia após dia em Felgueiras, não bastava só estar em Porto todos os finais de semana eu precisava de mais. A vida na Europa é legal, a faculdade é desafiadora o que torna as coisas ainda mais interessantes, a realidade da Europa é completar diferente do que temos no Brasil, principalmente no quesito de serviço. O choque cultural, a distância dos amigos e familiares, do ambiente de igreja em que crescemos, tudo isso nos força a adaptar em todos os sentidos.

João Vítor Monteiro.